Solteiridão… Solteirice… Solteiro…

919 0

Aos quase 40 eu sou solteiro…

“Mas porquê?” Perguntam as tias, as amigas, a sociedade… “Medo de se apaixonar? Não achou a moça certa? Alguém te feriu tanto assim? É, tá complicado hoje em dia! As mulheres estão tão independentes!” ouço o tempo todo…

Já foi-se o tempo em que eu tentava responder (às pessoas e a mim mesmo)… Cansei de tentar justificar a quebra de uma regra que não foi eu quem inventou.

Porque é tão difícil para as pessoas aceitarem que você prefere estar livre de dependências e crises emocionais e sociais?

Porque é tão complicado fazer as pessoas entenderem que nem todo mundo pensa como elas?

Porque é tão impossível não cagar regra na vida alheia?

Não houve um dia em que, depois de uma decepção amorosa, eu decidi não mais ter um relacionamento sério… As coisas simplesmente foram acontecendo… Tive grandes mulheres ao meu lado e tenho o maior carinho e gratidão por todas elas… Mesmo aquelas que me odeiam até hoje…

Eu simplesmente amadureci e perdi a capacidade de me iludir… Não sei quando foi, mas foi…

“Ah… Mas ninguém é feliz sozinho!” é outra praga que vivo recebendo… E também já desisti de tentar explicar que sou sim feliz sozinho… Mesmo não sendo ou me sentindo sozinho.

Nunca fui do tipo que gosta de compartilhar meus sentimentos com outras pessoas. Sempre acreditei que se sentimento fosse pra ser falado, ele seria como um peido… faria barulho.

O que eu sinto é meu, não seu, nem de ninguém… É pecado ser reservado? É proibido ser discreto? É crime ser calado?

“Ah… Mas você não vai ter filhos? Filho é a missão da gente na Terra!” … Juro que essa, as vezes, dói nos meus ouvidos… Meu Deus! Eu peço perdão por não cumprir minha função que o Senhor não me deu diretamente, nem mandou telegrama, muito menos SMS…

Aquele papo de “Crescei-vos e Multiplicai-vos” era sobre ter filhos? Eu jurava que era uma metáfora para evoluirmos pessoalmente e compartilharmos conhecimento afim de ajudar outros a evoluírem também… Foi mal! É que eu não leio a Bíblia… Não gosto de regras, lembra?

Mas fica tranquilo, caro leitor… Não vou entrar no mérito religioso aqui… Meu foco agora é outro… E eu não sou Ateu, blz?

O fato é que eu cansei de me explicar, me justificar, me redimir, me evangelizar, me crucificar, me desenhar, me exemplificar, o porquê eu escolhi ser livre.

Respeito quem prefere ser prisioneiro de sentimentos, mas eu não sou assim.

Sou livre para poder fazer aquilo que quero, quando se quero e onde se quero… Sem ter que pedir permissão… Sem ter que explicar… Sem ter que magoar ninguém…

E assim eu sou livre… Até mesmo me apaixonar, seu eu quiser… Talvez um dia aconteça… A liberdade não me impõe regras.

Ela me permite ser tão livre que, um dia, se eu quiser, posso escolher a prisão…

E essa liberdade poucos entendem.

 

Por ED

Sobre o Autor